header

Notícias

  • 'Troça Harmônica e filmes portugueses são destaques no primeiro dia do Festival Cineport'

    05 / 04 / 2014

    O Festival de Cinema dos Países de Língua Portuguesa (Cineport) abriu nesta sexta-feira (04) com muitos filmes, exposições e música. Uma forte presença  do público pessoense prestigiou o evento. Por volta das 18h uma banda de música recebeu os visitantes portugueses e as autoridades na entrada da Usina Cultural Energisa, o acesso ao espaço aconteceu pela Galeria 1, onde está montada a exposição de Daniel Blaufuks, Fábrica. A exposição que mistura fotos de uma imensa fábrica abandonada, um vídeo e um livro, chamava atenção por sons de uma fábrica que volta e meia ecoavam no ambiente.

    A solenidade de abertura foi realizada na Sala Vladimir Carvalho e contou com a presença do presidente administrativo da Energisa, Ivan Botelho, do presidente da Energisa Paraíba, Marcelo Rocha, além da diretora do Festival Cineport, Mônica Botelho. Representando o Governo do Estado, compareceu a presidente da PBTur, Ruth Avelino. O secretário de Educação de João Pessoa Luiz Júnior representou o prefeito Luciano Cartaxo.

    A abertura do evento contou com uma surpresa: a doação do Grupo Energisa de R$ 75 mil para que a Academia Paraibana de Letras (APL) pudesse construir uma estátua de corpo inteiro do poeta Augusto dos Anjos. A doação foi anunciada pelo presidente administrativo do Grupo, Ivan Botelho.

     

    Público vibrante - O público começou a chegar aos poucos, a partir das 18h, mas por volta das 22h o Festival já estava lotado de artistas, agitadores culturais e de um público predominantemente jovem, colorido e festivo, que prestigiou os filmes  “O Sopro”, do diretor mineiro Marcos Pimentel; “Lovebirds”, do simpático diretor português Bruno Almeida e  “O Grande Kilapy”, filme do angolano Zezé Gamboa, muito aguardado por conter cenas gravadas em João Pessoa e ser estrelado por Lázaro Ramos. A atriz Hermila Guedes, que participou das filmagens, veio a João Pessoa especialmente para a sessão do Cineport.

     Os curtas de Guimarães, a Capital da Cultura Europeia em 2012, também foram muito prestigiados, destaque para a ficção “A Palestra”, de Bruno Almeida, com sessão bastante concorrida. O filme conta a história de um norte-americano que vai a cidade de Guimarães dar uma palestra sobre Edgar Allan Poe.

    A exposição de Augusto Pessoa, Visagens Nordestinas, com monóculos pendurados, fotos e textos que apontavam para uma visão mística do nordeste teve um público silencioso. Com fotos de cores vibrantes, acrescida de textos do escritor e compositor, Alberto Marsicano, a exposição pedia uma visita mais detalhada e exigia interação do visitante.

    Por último, o espetáculo trazido pelo Troça Harmônica levou uma multidão a Tenda Música. O quarteto composto por Chico Limeira, Gustavo Limeira, Lucas Dourado e Regina Limeira, jovens “ativistas artísticos”, como gostam de se denominar,  “em estado declarado de música e poesia”, fizeram um show onde os arranjos privilegiavam as letras numa apresentação mais intimista. Mostrando o virtuosismo na troca de instrumentos e em arranjos delicados, o grupo agradou o público que foi ao primeiro dia do Cineport.

  • incentivo
  • patrocinio

    logo_patrocinio
  • Realização

    fojblogo
  • mincultura

    cineport na rede

    linhafooter