header

Notícias

  • 'Longas ‘Cine Holliúdy’ , ‘A Cidade é uma Só’ e ‘Olho Nu” hoje no Cineport; Confira programação'

    09 / 04 / 2014

    Os filmes “Cine Holliúdy” e “A Cidade É Uma Só”, ganhadores do troféu Andorinha serão exibidos nesta quarta-feira, 09, no Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa (Cineport).  Além destes, duas outras atrações chamam a atenção: “Olho Nu”, um documentário sobre Ney Matogrosso, e a vídeo/performance da atriz portuguesa Tânia Dinis.

    O cinema começa logo cedo, às 9h da manhã com a sessão Andorinha Criança. Na Sala Vladimir Carvalho será exibido o filme “Tainá, A Origem”, de Rosane Svartman. À tarde, com a abertura da bilheteria (às 16h), às 16h30 haverá a segunda sessão de Cinema de Animação Guianima, com oito filmes de animação que valem a pena serem conferidos.

    Às 17h será rodada a terceira sessão do Prêmio Energisa Estímulo ao Audiovisual Paraibano com a exibição de sete curtas na Tenda Andorinha. Enquanto isso, na Sala Vladimir Carvalho, cinco curtas documentários de Brasil e Portugal, da mostra competitiva Andorinha Curta e Média metragem, são apresentados ao público.

    Cine Holliúdy - A sessão do longa “Cine Holliúdy”, um dos premiados da noite, será às 19h, com. O filme conta em tom de farsa a história de Francisgleydisson que tenta manter vivo um cinema, após a chegada da TV. Presente a sessão Juliana Ribeiro, que deve receber o prêmio por Melhor Direção de Arte no filme.

    Também às 19h haverá na Livraria da Usina Cultura Energisa, o lançamento do livro “Beirais da Gerais – Fotografias”, de Henrique Frade, com textos de Leonardo José Magalhães Gomes.

    A Cidade é uma Só - Em seguida, às 19h15, na Sala Vladimir Carvalho, começa o filme “A Cidade é uma Só”, prêmio de Melhor Documentário do Festival. O tema é a capital federal, Brasília, e mais cinco personagens que vivem no seu entorno. Na sessão o diretor Adirley Queiroz deve apresentar o filme. Logo depois, ainda na Sala Vladimir Carvalho, às 20h45 será a vez da sessão Andorinha Curta Metragem com seis filmes. As produções são do Brasil, Portugal e Moçambique.

    Olho Nu - “Olho Nu”, de Joel Pizzini, será exibido às 20h45 na Tenda Andorinha, O retrata a vida e a obra de Ney Matogrosso a partir de um conjunto de imagens e sons reunidos pelo artista.

    Teatro - Na sala Vladimir Carvalho, às 20h45 será apresentada uma vídeo/performance Female com a atriz portuguesa Tânia Dinis. A apresentação reúne vídeo, texto e improvisação e é uma provocação em relação ao olhar de como a mulher se vê e é vista. O Texto é do artista plástico Pedro Bastos.

    Shows da noite - À noite termina com dois shows, um performático, com a Drag Queen Lohanny Lorenzzi, e seu show África, na Tenda Música, e logo em seguida com a banda Star 61 canta no Cineport.

     

    Confira programação completa abaixo:

    09h00

    Sala Vladimir Carvalho

    Andorinha Criança

    Tainá, A Origem, de Rosane Svartman - Duração 80 minutos

     

    16h30

    Sala Vladimir Carvalho

    Sessão Cinema de Animação GUIANIMA

     

    Interstícios – Marina Estela Graça. Duração 6 minutos

    Cândido – Zepe Duração. 12 minutos

    Pássaros – Filipe Abranches. Duração 6 minutos

    Homem da Cabeça de Papelão – Pedro Lino Duração 9 minutos

    Clandestino – Abi Feijó Duração 7 minutos

    História Trágica Com Um Final Feliz – Regina Pessoa Duração 7 minutos

    Com Uma Sombra na Alma – Fernando Galrito Duração 10 minutos

    Smolik– Cristiano Mourato Duração 9 minutos

     

    17h00

    Tenda Andorinha

    Sessão Prêmio Energisa Estímulo ao Audiovisual Paraibano

    O Vendedor de Armas, de Erik Medeiros Duração 1 min

    Cova Aberta, de Ian Abé Duração 20 min

    Púrpura, de Tavinho Teixeira Duração 19 min

    Contínuo, de Odécio Antonio Duração 16 min

    Dito, de José Dhiones Nunes Duração 3 min

    O Lendário Escritor de Frases do Biscoito da Sorte, de Marcelo Gonçalves Duração 23 min

    Gatilho de Prata, de Bruno de Sales Duração 18 min

     

    17h45

    Sala Vladimir Carvalho

    Sessão Andorinha Curta Documentário

    A Comunidade, de Salomé Lamas (PT) Duração 23 minutos

    Monumento, de Gregório Graziosi (BR) Duração 10 minutos

    A Rua da Estrada, de Graça Castanheira (PT) Duração 25 minutos

    Cinzas, Ensaio Sobre o Fogo, de Pedro Flores (PT) Duração 18 minutos

    Quem Tem Medo de Cris Negão?, de Renê Guerra (BR) Duração 25 minutos

     

    19h00

    Tenda Andorinha Sessão

    Troféu Andorinha Melhor Direção de Arte - Juliana Ribeiro

    Cine Holliúdy, de Halder Gomes

    Duração 91 minutos

     

    19h00

    Lançamento de Livros Livraria da Usina Cultural Energisa

     

    19h15

    Sala Vladimir Carvalho

    Sessão Troféu Andorinha Troféu Andorinha

    Melhor Documentário – Adirley Queiroz

    A Cidade é Uma Só, de Adirley Queirós

    Duração 73 minutos

     

    20h45

    Sala Vladimir Carvalho

    Sessão Andorinha Curta Metragem

    Manhã de Santo António, de João Pedro Rodrigues (PT) Duração 25 minutos

    Má Raça, de André Santos e Marco Leão (PT) Duração 20 minutos

    Prazeres, de Erasmo Alcântara (BR) Duração 20 minutos

    Ao Lobo da Madragoa, de Pedro Bastos (PT) Duração 7 minutos

    Poder dos Afetos, de Helena Ignez (BR) Duração 30 minutos

    Moshanyana e Postal da Baía Mlpfumos, de Rui Tenreiro (MZ) Duração 6 minutos

     

    20h45

    Tenda Andorinha

    Sessão Cinema Contemporâneo Brasil

    Olho Nú, de Joel Pizzini

    Duração 101 minutos

     

    22h45

    Sala Vladimir Carvalho

    Teatro

    Female, vídeo/performance sobre a mulher e a provocação, de Tânia Dinis.

     

    23h30

    Tenda Música Performance

    Lohanny Lorenzzi - África. Duração 6 minutos

     

    Show Star 61 (PB) Irreverência e atitude.

  • incentivo
  • patrocinio

    logo_patrocinio
  • Realização

    fojblogo
  • mincultura

    cineport na rede

    linhafooter