header

Notícias

  • 'É hoje! Cineport abre nesta sexta com exibição de filmes e show da Troça Harmônica'

    04 / 04 / 2014

    O Festival de Cinema dos Países de Língua Portuguesa começa nesta sexta-feira (04) com apresentação de filmes, abertura das exposições ‘Fábrica’, de Daniel Blaufuks, ‘Eu sei que não são bandeirinhas, Volpi!’, de Pedro Bastos e ‘Visagens Nordestinas’, do paraibano Augusto Pessoa. A Usina Cultural Energisa deverá ser aberta aos convidados às 18h e a bilheteria às 18h30.

    A solenidade de abertura será na sala Vladimir Carvalho com a presença de autoridades do Governo do Estado e da Prefeitura Municipal de João Pessoa, de diretores de cinema e a direção da Energisa. Estão confirmadas as presenças do presidente do Conselho Administrativo, Ivan Botelho, o diretor Comercial Cooperativo, André Theobalv e do presidente da Energisa Borborema, Marcelo Rocha.

    Após a solenidade de abertura, prevista para acontecer às 18h30, serão exibidos na Tenda Andorinha, curtas referentes à cidade de Guimarães, em Portugal, que em 2012 foi a capital europeia da Cultura.  Serão exibidos  “O Bravo Som dos Tambores”, de João Botelho; “A Palestra”, de Bruno Almeida e “Em Honra de São Gualter”, de Rui Simões.

    A partir das 20h começa a exibição dos longas, com o filme “O Sopro”, de Marcos Pimentel; “O Grande Kilapy”, de Zezé Gamboa e Lovebirds do diretor português Bruno Almeida. Presentes a sessão estarão os diretores Marcos Pimentel e Bruno Almeida e a atriz Hermila Guedes, que atua no filme “O Grande Kilapy”.

    O festival contará também com lançamentos de livros e áreas para venda de comidas e bebidas.

    Para fechar a noite, às 23h, a banda Troça Harmônica (foto), uma das gratas novidades do cenário musical paraibano, fará o show “Música sem estardalhaço”.

    Convidados em João Pessoa – Dos convidados portugueses, já estão em João Pessoa toda a comitiva da cidade de Guimarães, além da atriz performática Tânia Dinis e do ator Victor Correia, a banda Osso Vaidos, o diretor, João Pedro Vale, que apresentará no festival  Werther Effect, filme baseado no livro “Os Sofrimentos do Jovem Werther” de Goethe e o diretor Bruno Almeida, que dirigiu o filme Lovebirds.

    Entre os brasileiros, o cineasta Vladmir Carvalho, Marcos Pimentel, Carlos Eduardo Vasconcelos, Ricardo Targino, do filme Quase Samba,

    Da Mostra África já estão em João Pessoa dois realizadores de Cabo Verde, Tambla Almeida e Nenass Almeida. A atriz ganhadora do prêmio Andorinha como coadjuvante pelo filme Moçambicano Virgem Margarida, Rosa Mário.

    A Abertura - O público terá acesso ao espaço da Usina Cultura Energisa ao pagar R$ 2,00. A verba será revertida para uma caixa de formatura dos cursos de Comunicação, Radio e TV, Cinema e Teatro da UFPB, além de Publicidade da ASPER e IESP.

    Após pagar a entrada, os visitantes devem retirar o ingresso nas bilheterias para ver os filmes. Cada visitante poderá retirar dois ingressos. Os ingressos são limitados por sessão, já que a sala de exibição da Tenda Andorinha tem 500 lugares e a Sala Vladimir Carvalho, 200 lugares. Para os espaços de Shows e exposições não serão necessários ingressos.

     

  • incentivo
  • patrocinio

    logo_patrocinio
  • Realização

    fojblogo
  • mincultura

    cineport na rede

    linhafooter