header

Notícias

  • 'De padre Antônio Vieira, “Sermões?” será encenado hoje pelo português Marcos Barbosa'

    11 / 04 / 2014

    O espetáculo “Sermões?”, com textos de padre Antônio Vieira, será apresentado nesta sexta-feira, 11, no Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa (Cineport), pelo ator português Marcos Barbosa. A encenação será às 20h na Galeria 2.

    Padre Antônio Vieira, nasceu em Lisboa em 1608 e morreu em Salvador em 1697.

    A proposta ao encenar os textos do padre Antônio Vieira é levar o público a reflexão sobre o que é criação artística e a relação ator/público. O ator conta que Guimarães é uma cidade pequena, mas tem muita atividade cultural. Todavia, essa atividade não é partilhada com toda a população. Então ele resolveu fazer essa apresentação para as pessoas mais do interior que não frequentavam o espaço do teatro. “Vamos ao encontro das pessoas (para mostrar) o que é o teatro e a criação artística, tendo como pano de fundo os texto de padre Antonio Vieira”, explica.

    Barbosa revela que resolveu trabalhar os textos de padre Antônio Vieira porque acredita que eles exprimem um pouco a vida das pessoas. “É uma grande figura da língua portuguesa, mas as pessoas não sabem exatamente porque e acham que ele está enquadrado numa espécie de lugar no tempo, mas ele é uma prova viva e extremamente contemporânea da força da língua”, argumenta.

    “A minha urgência é essa e também o jogo da minha interpretação, dessa pequena performance. É também o jogo da transformação daquilo (os Sermões e Cartas) dentro do cotidiano das pessoas hoje, e não aquilo com museu. Eu não acredito num teatro morto, o teatro é uma coisa viva”, defende. Segundo Barbosa, o  espetáculo é uma espécie de conversa com o público e fazer aqui tem um grau de desafio pela dificuldade das pessoas entenderem o português de Portugal. “É essa espécie de desacordo autográfico, que existe e que também quero por em causa”, avalia.

    Sobre o espetáculo, Barbosa revela que ele é sempre diferente. “Vou sempre mudando, muitas partes são de conversa com o público. O público que tenho feito em Portugal é um público que não é tão habituado aos espetáculos, tanto que reage muito de maneira intuitiva. Em Portugal eu diria que lá tem que fazer o espetáculo com legenda, aqui com subtítulo. Eu estou muito curioso nessa troca”.

    Trajetória

    Diteror e ator Marcos Barbosa no Cineport

     

    Marcos Barbosa se considera uma espécie de outsider. hoje com 40 anos, se vê com uma trajetória atípica. Sempre estudou teatro fora de Portugal. Começou a trabalhar por volta de 1999, quando tinha cerca de 25 anos, sempre com novas dramaturgias, novos textos em língua portuguesa.

    “Comecei numa Companhia chamada “Lilástico”. Éramos dois na Companhia, eu e um autor português e novelista, Jacinto Lucas Pires, da nova geração. Eu escrevia e encenava, depois zanguei-me com Portugal e fui morar no México. Estava a viver na cidade do México quando fui convidado para vir para Guimarâes em 2008”.

    Apesar da distância de um oceano, Barbosa assegura que quando tinha grandes projetos ia fazê-los em Portugal. “Nunca perdi a ligação e de repente convidaram-me, havia essa companhia do Teatro Oficina que na altura não era muito conhecida em Portugal e queriam transformar numa companhia que tivesse trabalho contemporâneo relevante, e me convidaram para ir. Eu mudei toda a minha vida e fui para Guimarães trabalhar. Estou lá há seis anos”, ressalta.

    Foi Barbosa também que fez toda a programação de teatro e dança de quando Guimarães  foi a Capital da Cultura Europeia em 2012.

    Em relação ao trabalho da Companhia do Teatro Oficina, o ator e diretor Marcos Barbosa teve recentemente uma apresentação reconhecida nacionalmente, o espetáculo “Rei Lear”, de William Shakespeare. A encenação acabou recebendo o prêmio da crítica de melhor espetáculo de 2013.

    O ator tem no Festival Cineport além do espetáculo “Sermões?”, de padre Antônio Vieira, o curta “Mesa Ferida”, que conta a história de um grupo de teatro mexicano que chega a cidade de Guimarães para uma apresentação.

     

  • incentivo
  • patrocinio

    logo_patrocinio
  • Realização

    fojblogo
  • mincultura

    cineport na rede

    linhafooter