header

Notícias

  • '‘Seu Pereira e Coletivo 401’ se apresenta no Cineport com ‘samba rock nervoso’'

    08 / 04 / 2014

    A banda “Seu Pereira e Coletivo 401” se apresenta nesta terça-feira, 08, no Festival de Cinema de Países de Língua Portuguesa (Cineport) imprimindo um pegada mais nervosa ao samba rock. Um dos integrantes da banda, Esmeraldo Marques (também conhecido como Chico Correia) afirma que o show apresentado hoje deve trabalhar o primeiro CD da banda com uma novidade: instrumentos de sopro, sax, trombone e trompete.

    “Basicamente a gente está trabalhando esse repertório do primeiro CD, agora com um formato maior. A gente sempre foi um quarteto, mas agora tem mais três instrumentos de sopro. Com essa incorporação do trio de sopros o show fica bem dançante, bem legal, bem agitado”, ressaltu Marques. “A banda tem uma influência forte do Samba Rock, acrescido da parte urbana nordestina, com influencia da embolada, do repente, tudo transposto para o ambiente que a gente vive”.

    Segundo Marques, o letrista, Jonatas Pereira (também conhecido como Falcão) trabalha muito com letras em torno de um imaginário urbano. “O trabalho do Seu Pereira, é muito em cima de crônicas urbanas, fala da falta de grana,muita coisa de amor, balada. A maior parte do repertório é bem dançante, samba rock, baião. Temos uma balada muito famosa, todo mundo canta: “Já Era”. Quando a gente canta todo mundo vai o delírio”, garante.

    Com letras todas de autoria da banda, o grupo que já tem quase 10 anos nos últimos anos começou a ver suas músicas sendo compartilhadas na internet. “As pessoas começaram a replicar o último disco e a gente começou a ficar surpreso como as pessoas vão para os shows e cantam todas as músicas. Com certeza vamos estar com um retorno muito bom do público local. Para a gente, tocar aqui é bem feliz, porque temos o primeiro tempo do jogo ganho, o público já está conquistado”, acredita Marques.

    Nildo Gonzales, baterista da banda explica o título de samba rock nervoso. “É a pegada, um pouco mais acelerada. Talvez pela influência, a minha. Eu vim entrar depois, substitui o antigo baterista (Victor que está em Dublin, na Irlanda). Eu sempre fui um pouco mais pesado. Tiago Sombra  (baixista) também tem mais essa escola. É esse peso de todo mundo tocar junto, essa coisa mais nervosa, o peso de bateria, baixo e guitarra”.

    O acréscimo dos sopros foi uma decisão para trazer para os shows o clima dos discos. “A gente começou a convidar um trompete, um sax tenor e um trombone tenor, porque no disco que a gente gravou covidamos alguns artistas para fazer os arranjos. A gente sempre tocava ao vivo bem cru e sentia falta dos elementos que estavam no disco que enriquecem um pouco. Atualmente somos sete no palco", informa Marques.

    A formação da banda hoje no palco do Cineport será Jonatas Pereira Falcão (guitarra, base e voz), Tiago Sombra (Baixo), Esmeraldo, (Guitarra), Nildo Gonzales (Bateria), Daniel (Trombone), Jonatas Weimar (Sax Tenor) e Felipe (Trompete).

  • incentivo
  • patrocinio

    logo_patrocinio
  • Realização

    fojblogo
  • mincultura

    cineport na rede

    linhafooter